Cafeterias: medidas básicas x coronavírus

Nas cafeterias, a higienização correta e adequada faz toda diferença, e diante da delicada situação pandêmica de coronavírus (COVID-19), o cuidado e atenção devem ser redobrados

  • Limpeza e higienização do ambiente
    Anote: limpeza é diferente de higienização. Limpeza é apenas uma das etapas de higienização, uma vez que o objeto pode estar visivelmente limpo, porém só estará higienizado quando for aplicada também uma desinfecção.
    Ressalta-se que este conceito é válido para todas as áreas, além de equipamentos e utensílios nas cafeterias.
    Primeiramente, o correto a se fazer, é limpar o ambiente adequadamente (varrer, lavar, esfregar) com auxílio ou não de produto químico (detergente). Após, a desinfecção, que é a remoção de microrganismos e pode ser feita por produtos químicos permitidos para uso em serviços de alimentação, como álcool 70%, hipoclorito ou pelo uso de altas temperaturas.
    Lembrando que o processo tem início com a limpeza e é finalizado com a desinfecção.
  • Higienização dos alimentos e tudo que entra em contato com os clientes
    Com os alimentos não deve ser diferente. O funcionário deve se atentar e fazer a higienização correta de tudo que tem contato com o cliente, incluindo os alimentos.
    Deve-se reforçar também a higiene dos assentos, mesas, banheiros e tudo o que o cliente mais tem contato.
    Evite açucareiros, guardanapos e sachês na mesa, disponibilizando apenas o necessário para uso.
  • Saúde dos funcionários
    Os responsáveis das cafeterias devem redobrar a atenção quanto à saúde de seus funcionários. Orientando-os a lavar as mãos com água e sabão com frequência, fazer uso de máscaras e luvas na preparação dos pedidos e higienização do ambiente.
    Em caso de suspeita de contaminação por coronavírus, o funcionário deverá ser afastado de suas funções, a fim de resguardar sua saúde, de seus colegas de trabalho, clientes e de toda comunidade.
  • Distância entre as mesas e limite de clientes
    Uma medida consciente é afastar e reduzir o número de mesas e cadeiras para que haja um maior distanciamento entre as pessoas, além disso manter as janelas abertas para melhor ventilação.
    Outro fator importante é a aglomeração de pessoas. Neste caso, a cafeteria pode adotar um número de clientes que pode adentrar no recinto por vez. Outra ideia é adotar ou intensificar o sistema delivery.
    Esse momento será passageiro e tudo voltará ao normal. Manter os clientes satisfeitos com o serviço fará com que eles retornem mais vezes. Pense nisso!
  • Disponibilização de álcool gel para clientes
    Primeiramente, não deixe faltar sabonete e toalhas de papel nos banheiros da cafeteria. Caso não for possível os clientes fazerem a higienização das mãos com água e sabão, disponibilize álcool gel. Lembre-se: a saúde em primeiro lugar!
    Caso opte em não abrir as portas, aproveite o momento e dê aquela ajeitada na casa, faça uma limpeza pesada, organize as papeladas, arrume os estoques e geladeiras ou aproveite para passar no nosso site e garantir aquele cafezinho especial. Estamos aguardando você!

Referências e inspirações: Barista Wave (disponível em baristawave.com).
Agora que você já sabe todas as dicas, que tal comprar cafés especiais para servir em sua cafeteria? Clique AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *